Instituto de Obesidade e Diabetes

O Instituto de Obesidade e Diabetes do Hospital Moriah proporciona aos pacientes acesso às informações e ao tratamento clínico e cirúrgico, através de uma equipe multiprofissional integrada a altamente especializada visando os melhores resultados, com redução das complicações.

Agendar uma consulta

Instituto de Obesidade e Diabetes

Aliamos a tecnologia ao carinho para oferecer acompanhamento clínico e cirúrgico de ponta. Tudo para você manter a sua saúde na medida.

O Instituto de Obesidade e Diabetes oferece uma gama de tratamentos, que vão do uso de medicações à intervenção cirúrgica, com as técnicas mais modernas e minimamente invasivas e o acompanhamento global da saúde do corpo e mente do paciente, com respeito e empatia.

Baixe nosso Guia de Obesidade e Diabetes

O Instituto de Obesidade e Diabetes oferece acompanhamento global da saúde do paciente, com respeito e empatia.

Clique no botão abaixo para realizar o download.

Clique e faça o download

Agende sua consulta no Instituto de
Obesidade e Diabetes do Hospital Moriah

ou agende pelo telefone

11 5080 7890

Doenças e Sintomas

A obesidade é uma doença crônica, definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o acúmulo anormal ou excessivo de gordura no corpo. Esse excesso pode ser calculado pelo Índice de Massa Corporal (IMC), que avalia a relação entre o peso corporal e a altura da pessoa. Considera-se sobrepeso ou obesidade os seguintes resultados:

• Sobrepeso: IMC entre 25 e 29,9 Kg/m²
• Obesidade grau I: IMC entre 30 e 34,9 Kg/m²
• Obesidade grau II: IMC entre 35 e 39,9 Kg/m²
• Obesidade grau III: IMC maior que 40 Kg/m²

hospital moriah instituto obesidade e diabetes 01

A obesidade pode estar ligada à síndrome metabólica e a uma série de outras condições, como: apneia obstrutiva do sono, asma, depressão, diabetes, doença hepática gordurosa não alcoólica, enxaqueca, estase venosa, gota, colesterol alto e triglicérides alto, hipertensão, incontinência urinária, osteoartrite, refluxo gastroesofágico e síndrome do ovário policístico.

hospital moriah instituto obesidade e diabetes 02

Para entender o diabetes, é importante conhecer a relação entre a insulina e a glicose no nosso corpo: a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas e sua função é quebrar as moléculas de glicose (açúcar) para transformá-la em energia para as demais células do nosso corpo. O diabetes acontece quando há falta ou má absorção de insulina, levando ao aumento dos níveis de glicose (açúcar) no sangue. Existem dois tipos de diabetes.

Acontece quando o sistema de defesa do paciente ataca as células do pâncreas. O órgão, ao ser “atacado”, passa a produzir pouca ou nenhuma insulina, aumentando os níveis de glicose no sangue. Nestes casos, o paciente precisa fazer uso de insulina injetável.

O organismo não produz insulina suficiente ou não consegue aproveitar a existente de forma adequada, gerando o aumento da glicose no organismo. Estes casos costumam estar relacionados aos hábitos de vida do paciente, como alimentação inadequada e/ou à falta de atividade física.

Tratamentos

Não existe uma abordagem ideal e infalível para o paciente obeso. A mudança de estilo de vida, um plano alimentar equilibrado e as medicações são aliados importantes. Ainda assim, a cirurgia bariátrica, quando indicada corretamente, pode ser extremamente efetiva e ajudar o paciente a recuperar a sua qualidade de vida.

hospital moriah instituto obesidade e diabetes 03

Especialmente se ele já tem:

  • 18 anos ou mais;
  • IMC = 40, ou a partir de 35, caso outros problemas de saúde (comorbidades) estejam relacionadas ao excesso de peso;
  • Insucesso em tentativas de perda de peso por dieta ou mudança de estilo de vida com acompanhamento de profissional especializado.

hospital moriah instituto obesidade e diabetes 04

Outras considerações quanto à história clínica e psicológica devem ser abordadas para o melhor preparo no processo cirúrgico, bem como para a escolha da técnica que mais se encaixa no dia a dia do paciente. Dentre os procedimentos mais realizados pelo Hospital Moriah, incluem-se as técnicas endoscópicas, minimamente invasivas e a robótica.

Para os pacientes diabéticos, considera-se o tratamento multimodal, com medicamentos hipoglicemiantes orais ou injetáveis, como a insulina, e a adoção de um estilo de vida mais saudável, com uma alimentação equilibrada e a prática constante de atividades físicas.

Síndrome metabólica

Outras considerações quanto à história clínica e psicológica devem ser abordadas para o melhor preparo no processo cirúrgico, bem como para a escolha da técnica que mais se encaixa no dia a dia do paciente. Dentre os procedimentos mais realizados pelo Hospital Moriah, incluem-se as técnicas endoscópicas, minimamente invasivas e a robótica.

Para os pacientes diabéticos, considera-se o tratamento multimodal, com medicamentos hipoglicemiantes orais ou injetáveis, como a insulina, e a adoção de um estilo de vida mais saudável, com uma alimentação equilibrada e a prática constante de atividades físicas.

hospital moriah instituto obesidade e diabetes 05

Os principais fatores de risco para a síndrome metabólica são:

  • Cintura abdominal maior do que 102 cm em homens e 88 em mulheres;
  • HDL baixo – menor do que 40mg/dl em homens e 50mg/dl em mulheres;
  • Pressão arterial alta;
  • Glicemia elevada (acima de 110mg/dl).

Agende sua consulta no Instituto de
Obesidade e Diabetes do Hospital Moriah

ou agende pelo telefone

11 5080 7890

Conheça nossa equipe médica

dra ana olga nagano hospital moriah
Direção

Dra. Ana Olga Nagano

CRM/SP: 64.405

A Dra. Ana Olga é a Diretora do Instituto de Obesidade e Diabetes do Hospital Moriah. Formada em Medicina pela Faculdade de Medicina de Vassouras (Rio de Janeiro), a médica foi a primeira mulher a realizar uma cirurgia de transplante de fígado na América do Sul e é especializada em cirurgias minimamente invasivas (videolaparoscopia e robóticas) do aparelho digestivo; como correção do refluxo esofágico, hérnia do hiato, obesidade (gastroplastia) e problemas metabólicos (diabetes tipo 2), pancreatectomia, colecistectomia, esplenectomia, colectomias e procedimentos orificiais (hemorroidas, prolapso de mucosa anal, fissura e fístula).

Coordenador
flavio kawamoto moriah

Dr. Flávio Kawamoto

CRM/SP: 120.277

Radiologia
roberto blasbalg moriah

Dr. Roberto Blasbalg

CRM/SP: 70.133

Endoscopia
celso ardengh moriah

Dr. Celso Ardengh

CRM/SP: 60.500

Endocrinologia
luiz turatti moriah

Dr. Luiz Turatti

CRM/SP: 82.009