prostata2

O que é a biopsia de próstata transperineal?

Para se detectar a malignidade de um tecido com crescimento anormal, em qualquer tipo de câncer, o que se faz é uma biopsia – a retirada de um microscópico fragmento do órgão que, após ser avaliado por um patologista, é confirmado o diagnóstico de câncer (ou tumor maligno) ou de outra doença, mas benigna.

O método implantado no Hospital Moriah, em São Paulo já é o mais utilizado na Europa: a biopsia transperineal. Por essa via, a agulha é introduzida pela região do períneo e coleta os fragmentos em qualquer região da próstata. Na biopsia transretal, geralmente se perde de 15 a 20% dos tumores, pois a agulha é incapaz de alcançar determinadas regiões da glândula, como a parte anterior, onde estão de 10 a 20% dos tumores. Em 24% dos casos, é necessário um segundo procedimento para a constatação do tumor.

Como é realizada?

icon procedimento

Procedimento

Pode ser realizado em centro cirúrgico ou sala de procedimentos, com sedação e alta no mesmo dia.

icon metodo

Método

Feito por meio de uma agulha guiada por ultrassom.

icon diagnostico

Diagnóstico

A via transperineal possibilita um aumento do diagnóstico de câncer significativo, deixando o especialista mais seguro quanto ao câncer que não precisa ser operado, mas sim acompanhado.

Dr victor

Dr. Victor Srougi

Médico formado pela Faculdade de Medicina da USP e com residência em cirurgia geral e em urologia, Dr. Victor é pioneiro na realização da biopsia de próstata transperineal no Brasil. Atua no Hospital Moriah com ênfase na cirurgia robótica e minimamente invasiva e também com doenças benignas da próstata, cálculos do sistema urinário e tumores de rim.

Suas principais áreas de estudo estão na cirurgia robótica para tumores de próstata, o uso da cirurgia laparoscópica para diversas doenças urológicas, tumores de rim e supra-renal e tumores de bexiga.

(CRM/SP 135238)