Cerimônia foi realizada nesta quarta-feira (10); setor, que reúne tecnologia e médicos renomados, visa atender com excelência e produzir conhecimento

 

Um dos mais prestigiados urologistas do país, Miguel Srougi, inaugurou nesta quarta-feira (10) o Instituto da Próstata do Hospital Moriah, estruturado por ele.

A cerimônia foi realizada na Casa Petra, em Moema, zona sul de São Paulo, com a participação do presidente do Hospital Moriah, Guilherme Munhoz, do presidente da Igreja Universal, Maurício Campos, da presidente do Grupo Life, Eunice Higuchi, e do ex-governador Geraldo Alckmin, além da presença de convidados ilustres.

Entre eles o representante da presidência da Associação Paulista Médica, Akira Ishida, o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia – Seção SP, Flávio Trigo, e o secretário-geral da Associação Médica Brasileira, Antônio Salomão.

Em virtude do lançamento, foi realizado o 1º Simpósio de Doenças da Próstata no local, com a apresentação de 32 aulas sobre inovações médicas.

[metaslider id=1704]

Durante o discurso de inauguração, Srougi, que também é professor da Faculdade de Medicina da USP, destacou que a motivação para a criação do setor foi a alta prevalência de doenças relacionadas à próstata.

Segundo ele, 90% dos homens apresentam crescimento benigno do órgão, o que causa transtornos urinários, comprometendo a qualidade de vida. O médico também ressaltou o alto índice de câncer de próstata, que afeta um em cada oito homens, o equivalente a 12 milhões de brasileiros.

“Com o Instituto, queremos criar diretrizes que possam ajudar outras instituições médicas. Os médicos do Instituto da Próstata representam o verdadeiro valor. Eles têm uma atividade acadêmica intensa e vão produzir ciência, transformar a sociedade e melhorar a vida das pessoas”, afirmou.

“Que o Moriah continue fazendo com que aqui se concretize ações médicas de forma humanística, solidária e que as pessoas trabalhem com compaixão para aliviar o sofrimento humano e mudar o mundo”, completou.

Eunice Higuchi, que também é médica, destacou o lado humano do urologista em sua apresentação e a importância do profissional na estruturação do Instituto. “Srougi tem a vocação de querer passar o saber e o Instituto da Próstata é uma maneira de democratizar o saber deste médico”, disse.

“O Instituto foi criado para ser um centro difusor de conhecimento, do que tem de mais moderno, desde o diagnóstico até o tratamento em relação à próstata. O objetivo é se tornar referência tanto em tratamento quanto em pesquisa”, concluiu.

Já Geraldo Alckmin reforçou o discurso de Eunice exaltando Srougi como “grande médico e homem do humanismo” e relacionou a relevância do Instituto à crescente demanda de saúde no país devido ao envelhecimento da população. “O Moriah é um centro de excelência, de alta tecnologia, e o Instituto da Próstata é uma conquista para todos nós, pois será um modelo de avanço científico, de alta complexidade e de humanização”, afirmou.

Patrícia Costa, esposa do presidente da Record TV, Luiz Cláudio Costa, destacou a grande presença de profissionais de saúde no evento já em busca de conhecimento.

“Quando ouvi o Dr. Miguel falar, fiquei muito orgulhosa de o Hospital Moriah ter essa iniciativa porque a maior importância é a disseminação do conhecimento. E um homem como ele, que é uma referência na medicina nessa área estar à frente desse trabalho muito nos enriquece. Hoje, vendo profissionais de saúde vindo aqui beber dessa fonte nos deixa muito feliz. É como Srougi diz: a saúde não pode perder a humanidade”.

Para Luiz Cláudio Costa, presidente da Record TV, contribuir para a disseminação de iniciativas como a do Hospital Moriah é papel dos meios de comunicação.

“Acho que qualquer iniciativa que um grupo empresarial toma para promover a saúde desse país tem que ser valorizada e divulgada. Nosso papel é dar voz a quem cuida do Brasil. Como emissora de televisão, temos essa missão também, de levar as boas notícias para o Brasil. Temos sido acometidos por tantas más notícias, que uma boa notícia tem que ser propagada”, afirmou.

“Cuidar da saúde de alguém é nobre. Esse Instituto com certeza vai proporcionar pesquisa, desenvolvimento científico, cura de doenças, mecanismos que vão trazer benefícios à população. Esse Instituto certamente vai fazer a diferença na vida das pessoas e, por isso, nós, da Record, nos sentimos incentivados a divulgar que existem pessoas preocupadas em levar saúde à população brasileira”, completou.

Alexandre Teruya, CEO do Hospital Moriah, adiantou que o Instituto dará diretrizes para outros institutos dentro do próprio hospital. “Em um futuro próximo”, afirmou.

Segundo ele, os próximos setores serão o Instituto de Hipófase, Instituto da Válvula Cardíaca, Instituto de Fibrilação Atrial, Instituto de Cirurgia Endocrinológica do Pescoço e Instituto do Trauma do Esporte.


Compartilhe nas redes sociais

Você também poderá gostar de ler...

Saiba qual é a relação entre hérnia abdominal e obesidade

Saiba qual é a relação entre hérnia abdominal e obesidade

As hérnias abdominais atingem entre 20% e 25% da população adulta, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hérnia.…

Continue lendo

Saiba quais podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia

Saiba quais podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia

Segundo um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foram registrados 625 mil novos casos de câncer no Brasil somente…

Continue lendo

Saiba quais são os riscos da alergia alimentar

Saiba quais são os riscos da alergia alimentar

De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), cerca de 8% das crianças sofrem com algum tipo…

Continue lendo