A aparência jovem e saudável é uma das premissas do Deep Plane Facelift e do Deep Neck Lift, trazidos ao Brasil pelo cirurgião plástico Thomas Benson

O isolamento social e o excesso de telas eletrônicas se tornaram uma realidade nos últimos dois anos. O que ninguém poderia imaginar é que, junto com eles, surgiria também um fenômeno: o do aumento das cirurgias plásticas de face. O chamado “efeito Zoom” trouxe luz ao que muita gente não tinha tempo, ou disposição, para perceber: as imperfeições no rosto e o implacável envelhecimento, que, aos poucos, são capazes de minar a autoestima de homens e mulheres de diferentes faixas etárias, em todo o mundo.

A busca pela perfeição tem movimentado uma das especialidades da medicina que mais avançou ao longo dos últimos anos. O desenvolvimento tecnológico e o aprimoramento de técnicas cirúrgicas proporcionaram ganhos reais a pacientes exigentes e que demandam por resultados mais precisos e cada vez mais naturais. 

Uma aparência jovem de forma natural e saudável, aliás, são as premissas do Deep Plane Facelift e do Deep Neck Lift, técnicas queridinhas nos Estados Unidos e que desembarcaram no Brasil através das experientes mãos do cirurgião plástico Thomas Benson. Você já conheceu essas técnicas em uma publicação aqui na Revista Fazenda Boa Vista. Mas você sabe por que esse e outros procedimentos vinculados ao embelezamento estão sendo associados a obras de arte?

Para entender essa história, precisamos começar falando sobre o fim, ou seja, sobre o resultado de cada procedimento. “As cirurgias de face não dão margem para o erro. Não podem dar errado, não dá para trocar o resultado”, avalia Dr. Thomas, referência brasileira em cirurgias da face e especialista nas técnicas Deep Plane Facelift e Deep Neck Lift

Mas é impossível falar em resultado sem considerar a expertise do profissional. Uma reportagem publicada no mês de maio de 2022 no jornal The New York Times evidenciou a busca das americanas por profissionais de renome. Por lá, as pacientes chegam a pagar cerca de R$ 1 milhão para se submeterem aos cuidados do Dr. Andrew Jacono ou Dr. Jonathan Sykes, nomes de peso na cirurgia plástica nos Estados Unidos.

A realidade brasileira, é claro, é bem diferente. Embora as cirurgias de embelezamento não cheguem ao valor de uma casa – ou de uma obra de arte – por aqui, faz sentido desembolsar o equivalente a um carro. O refinamento e o cuidado do cirurgião plástico, bem como a escolha da técnica, são o que vão garantir a qualidade e a naturalidade do resultado final.

Para o Dr. Thomas, a cirurgia de face deve ser como uma obra de arte que será restaurada. “A experiência e o olhar do profissional são essenciais na busca por bons resultados. Saber associar essas e outras técnicas de face, como lip lift, lipoenxertia, blefaroplastia, suspensão de sobrancelhas, laser de CO2 e procedimentos associados, é de suma importância para chegarmos ao melhor resultado possível e de forma natural, trazendo o embelezamento e a aparência saudável para homens e mulheres, em qualquer idade, que desejam fazer as pazes com o espelho – e com as telas”.

SOBRE O CIRURGIÃO PLÁSTICO 

Dr. Thomas Benson é cirurgião plástico do Hospital Moriah, formado pela Universidade de Hamburgo, Alemanha (UKE – Universitätsklinik Eppendorf Hamburg), reconhecido pela Universidade de São Paulo (USP), possui os títulos de Doutor em Medicina (PhD – Dr. Med.) pela Universidade de Hamburgo (Alemanha) e Doutor em Medicina (PhD) pela Universidade de São Paulo (USP).

Informe publicitário publicado na edição de junho da revista Fazenda Boa Vista (n.º 37). Para conferir o conteúdo na íntegra, clique aqui


Compartilhe nas redes sociais

Você também poderá gostar de ler...

Saiba qual é a relação entre hérnia abdominal e obesidade

Saiba qual é a relação entre hérnia abdominal e obesidade

As hérnias abdominais atingem entre 20% e 25% da população adulta, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hérnia.…

Continue lendo

Saiba quais podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia

Saiba quais podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia

Segundo um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foram registrados 625 mil novos casos de câncer no Brasil somente…

Continue lendo

Saiba quais são os riscos da alergia alimentar

Saiba quais são os riscos da alergia alimentar

De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), cerca de 8% das crianças sofrem com algum tipo…

Continue lendo