Tratamento de ponta e acompanhamento multidisciplinar e integral: conheça o Instituto de Obesidade e Diabetes do Hospital Moriah – um serviço onde o acolhimento transforma vidas

Raramente a obesidade é vista como uma doença. Ainda assim, é uma condição envolta em muito preconceito. Com o diabetes não é diferente, visto que nem sempre o paciente tem à disposição informações suficientes para lidar com uma doença crônica.

O Instituto de Obesidade e Diabetes do Hospital Moriah nasce em função da urgente necessidade de intervenção frente aos números crescentes de adoecimento e complicações decorrentes da obesidade, diabetes, síndrome metabólica e suas comorbidades.

O serviço conta com a direção da Dra. Ana Olga Nagano Gomes Fernandes e coordenação do Dr. Flávio Kawamoto, ambos cirurgiões do aparelho digestivo, e reúne médicos de outras especialidades (como endocrinologistas, endoscopistas, radiologistas), além de enfermeiros, nutricionistas e psicólogos.

Cuidados especiais

Uma gama de tratamentos cirúrgicos é oferecida, como as cirurgias minimamente invasivas, com grande destaque para a cirurgia robótica, mas o foco do Instituto de Obesidade e Diabetes está no correto diagnóstico para direcionamento da melhor terapêutica para cada indivíduo, considerando as características do paciente, como as condições de saúde, aspectos anatômicos, hábitos e estilo de vida, adesão às atividades físicas, alimentação e questões sociais. O acompanhamento periódico, com exames diagnósticos, psicólogos e nutricionistas, também está previsto no serviço.

Com o lançamento do Instituto de Obesidade e Diabetes, o Hospital Moriah reafirma o seu pioneirismo ao oferecer o acesso à informação e proporcionar tratamento clínico e cirúrgico, sempre buscando os melhores resultados e a redução das complicações. Com acompanhamento global da saúde do corpo e mente do paciente, com respeito e empatia.

Informe publicitário publicado nas edições de dezembro das revistas Fazenda Boa Vista (n.º 40) na Baroneza (nº 111). Para conferir o conteúdo na íntegra, clique aqui.


Compartilhe nas redes sociais

Você também poderá gostar de ler...

Saiba qual é a relação entre hérnia abdominal e obesidade

Saiba qual é a relação entre hérnia abdominal e obesidade

As hérnias abdominais atingem entre 20% e 25% da população adulta, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hérnia.…

Continue lendo

Saiba quais podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia

Saiba quais podem ser os efeitos colaterais da quimioterapia

Segundo um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), foram registrados 625 mil novos casos de câncer no Brasil somente…

Continue lendo

Saiba quais são os riscos da alergia alimentar

Saiba quais são os riscos da alergia alimentar

De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), cerca de 8% das crianças sofrem com algum tipo…

Continue lendo